Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Novembro e Dezembro 2017
 
Lançamento do livro “Amar em Bagos Douro”

No passado dia 19 de novembro realizou-se, no auditório do Sindicato dos Bancários do Norte, a cerimónia de lançamento do livro intitulado “Amar em Bagos Douro”, de João Pires, tendo contado com a presença de Nuno Silva, em representação do SBN. A apresentação ficou a cargo de Paulo Morais, professor universitário e presidente da Frente Cívica. O autor, depois de agradecer a presença da família, amigos e representantes da estrutura sindical, partilhou a vivência da escrita do livro, que classifica de romance turístico, envolvendo uma caminhada, reflexão, trocas de ideias e apoio de todos aqueles que o acompanharam nos últimos anos naquela descoberta.
Disse ter tido um enorme gosto pela passagem das palavras ao papel e que agora havia chegado o momento da distribuição do resultado. Paulo Morais, por sua vez, delineou o carácter do autor, quanto à forma de estar na sociedade e intervenção nos mais variados meios, com destaque para a atividade sindical e, agora, para a escrita.
Quanto ao livro, sem querer desvendar a trama, propôs dois tipos de leitura. Aqueles que conhecem a região a norte do Mondego e a cidade do Porto, em particular, poderão apreciar faseadamente, capítulo a capítulo, os espaços da cidade, por onde as personagens circulam, convidando o leitor a presenciar esses momentos, ao lado das personagens.
Para os restantes, diz tratar-se de um livro que se pode ler de uma assentada, quer pela escrita direta e simples, quer pelo interesse induzido pela história.
Trata-se, por isso, de um romance contemporâneo que descreve, através de duas personagens principais da classe média, a realidade social, os problemas da atualidade, a cidade, o rio Douro, os vinhos da região e o turismo, aliados a uma história de amor, cujo último capítulo se vive, em família, na ceia de Natal, embora com revelações de última hora.
Beatriz Figueiredo, aluna de violoncelo da Escola Profissional de Música de Espinho, apresentou uma peça de Tchaikovsky, tendo colhido uma calorosa salva de palmas da plateia, que se revelou cheia.



     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN