Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Como dói ser “velho”

Como dói ser “velho”
Raul Fernando Teixeira de Sousa

Como dói ser velho
Ouvir o silêncio
Lembrar memórias
Chorar a saudade

Como dói ser velho
Chorar mágoas
Viver angústias
Sem liberdade

Como dói ser velho
Preso ao passado
Guardar lágrimas
Em noite calada
Insultar a vida
De boca fechada

Como dói ser velho
Esperando o fim
Nos bancos do jardim
Olhando o tempo
Se faz sol ou chuva
Ou se deixa viúva
Como dói ser velho
Olhar o espelho
E não ver o sorriso
E ver um velho
Sem ser preciso

Como dói ser velho
Ao saber…
Por mais um velho
Que a vida…
Custa mais que a morte.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN