Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Sem abrigo

Sem abrigo
Raul Fernando Teixeira de Sousa

É meu...
o céu sem fim
onde brilham as estrelas
que ao vê-las ...
cintilam para mim
é meu...
o sol que me aquece
a noite fria,
que me arrefece
é minha a chuva
meu, o vento
a brisa que me afaga
meu, o sofrimento
que meus sonhos apaga
são meus os pássaros
que me cantam
e os meus males espantam
são minhas as árvores,
que me dão sombra
só meu o ar que inspiro
só minha a dor, que expiro
e que minha alma
mal consente
são meus súbditos
tanta gente...
os que me seguem
a cada hora
os que comem o pão
que deitam fora
é minha a terra que piso
tenho tudo o que preciso
só minha, a vontade
e também a liberdade
tenho a lua por companheira
que me acaricia
quando lua cheia
tenho um reino sem reinado
sem fronteiras
sem telhado
sou um rei sem palácio.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN