Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Situação continua marcada pelo desemprego…

Em reunião do Secretariado Nacional da UGT, o secretário-geral da central, João Proença, enfatizou que a situação económica e social do país continua muito marcada pelo elevado desemprego, cujo crescimento só agora aparece com alguma tendência para abrandar, e referenciou os últimos indicadores económicos conhecidos, concluindo que, por força da crise, o número de postos de trabalho destruídos continua a ser maior do que os que são criados e que, apesar de se registarem alguns sinais de retoma, se pode considerar que Portugal saiu da recessão mas ainda não saiu da crise.

Relativamente à inflação, que continua a baixar, a UGT sublinha ser previsível que no final do ano comece a subir para um a dois pontos até ao final de 2010. Também em termos de combate à pobreza, parece haver uma ligeira diminuição, para 18%. No que diz respeito aos salários e à negociação colectiva, registou-se um crescimento de cerca de 3% nos contratos, mas há muitos trabalhadores que não tiveram qualquer aumento do salário este ano. Em relação às consequências da Gripe A e à intervenção sindical, a central recusa qualquer iniciativa de lay-off: as empresas, quando mandarem qualquer trabalhador para casa sem a intervenção da Autoridade de Saúde, devem pagar-lhe por inteiro.

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN