Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Leitor

De Camões não tenho a celebridade
E de Florbela não herdei as prendas.
Tenho cá dentro a necessidade:
“Fazer poemas” como quem faz rendas...

Do Bocage não tenho a agilidade.
Do Gil nem histórias, crónicas ou lendas.
Tenho um coração cheio de bondade...
Ó caro leitor, quero que me entendas!

Vou versejando, faço quanto posso...
Poema nascido, é mais um... “nosso!”...
Porquanto, és razão do meu escrever.

No pleito diário... enlouquecido!
Só penso em ti, meu amigo querido...
Eu não quero que deixes de me ler.

Chamo-me Leonel Olhero e sou
“O reformado mais feliz do Banco Borges”

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN