Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Como viver no Sol Poente?

Com a idade fico mais esquecido
De tudo quanto guardo ou me rodeia…
Aos poucos, da vida perco o sentido
E as lembranças me fogem da ideia!

E assim acontece, devagarinho…
Em cada dia ou instante que passa…
Aos poucos, vou ficando em desalinho
Me vou dando conta de tal desgraça!...

Confrontado com esta realidade
Pergunto porque há tanta crueldade
Que nos põe tão tristes, em todo o tempo?

- E, como resposta surpreendente
Ouço uma voz que me diz, tão-somente…
Vive o que tens de Bom cada momento!


António Monterroso

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN