Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
(Des)Ilusão

Era uma noite calma...
Noite vazia
De velhos medos
E indutora
De romanesca fantasia!
Em que o luar
Era um lago!
Um rio!
Um mar!
Enfim,
Algo espelhando
A luz de todas as quimeras
Que o devaneio vai criando.

No meu sonho
Havia uma certeza,
Inabalável e real,
De paz concreta
E de irmandade universal.
Depois...
Veio, de manso, a madrugada.
No céu profundo
O sol nasceu.
Mostrou-me o mundo
Com crua lucidez.
E foi então
Que o sonho se desfez!


Sílvio Martins

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN