Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Lágrimas de sangue

A morte…
Chegou de repente
Ceifando a vida
A tanta gente
Sem dó
Nem piedade
Consigo levou
Velhos e novos
Outros deixou
Presos à vida
Sem liberdade
Chorando
Lágrimas de sangue
Na própria sepultura
Agonizando
A pouco e pouco
Esperando a morte
Será ter sorte
Se primeiro ficar louco
Mas que amargura
Morrer abandonado
Em vala comum
Enterrado
Sem epitáfio
Para ser lembrado.

Raul Fernando Teixeira de Sousa

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN