Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
O adeus

“Um adeus que nos acorda
para a beleza do mundo”

António Monterroso


Meu Pai foi notário há sessenta anos
No mui verde concelho de Baião
Testamentos fazia, e veteranos
Lhe ditavam a última decisão

E certa vez… um, com mais de noventa,
Clamando ter chegado a sua hora
Disse, alto, aquilo que mais me atormenta
É ter muita pena de ir embora!...

Ditado que foi o seu testamento
Deitado na sua cama – retiro
Num horizonte de vida já findo…

Olhou para todos… e num lamento,
Exclamou no seu último suspiro:
Ah! Mundo, mundo… que tu és tão lindo!!

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN