Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
8 de Março - Dia Internacional da Mulher…

Em 1975 a Organização das Nações Unidas instituiu o dia 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher, para homenagear as mulheres que lutaram e ainda lutam pelos seus direitos. Nesta data é recordado, em particular, o acontecimento ocorrido em Nova Iorque, no dia 25 de Março de 1911, onde 146 trabalhadoras perderam a vida, numa fábrica têxtil, consumida pelas chamas, devido às más condições de trabalho. Mas não só. Também o protesto realizado em Nova Iorque, a 8 de Março de 1857, por inúmeras mulheres que se uniram em prol de melhores condições de trabalho – redução da carga horária e salário justo –, foi dos primeiros eventos a causar impacto na sociedade, devido a terem tido como resposta à sua reivindicação, a tortura e a morte.

Em especial na área têxtil, as mulheres eram submetidas a um sistema desumano de trabalho, com longas jornadas diárias, espancamentos e ameaças sexuais e, dessa forma, o movimento operário reagiu à exploração desenfreada, organizando protestos de vária índole. Entre as reivindicações, o fim do emprego infantil, a remuneração adequada e a igualdade de género que nunca era bem vista, pois o ordenado da mulher era tão-somente um valor complementar ao ordenado do marido ou do pai.

Neste contexto, surgiram em vários países e, em particular, nos Estados Unidos e na Rússia, várias mobilizações sindicais que fortaleceram a posição da mulher na sociedade, mudando drasticamente a forma de ver a mulher, que passou a ser uma líder, uma executiva e não só dona de casa e mãe.


Princípio da igualdade

(Artigo 13º Constituição República Portuguesa)
“Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”


Actualidade

Têm obtido grandes êxitos nas mais diferentes áreas e ocupações, já que as amarras que impediam a acção da mulher, de forma livre e directa, estão a cair por terra. A contemplação passiva das gerações anteriores não valorizava integralmente a figura feminina relativamente ao seu valor na sociedade. O valor da mulher é deveras abrangente, não se resumindo apenas ao facto de ser ela a precursora da família. Envolve todos os anseios e aspirações de o ser humano alcançar um ideal e faz parte da sua evolução interior, sem desfazer aquele elo de magia que envolve a sua personalidade.

A igualdade tem vindo a ser conquistada, para que a mulher possa caminhar lado a lado com o homem, para um futuro promissor. Portanto, o Dia Internacional da Mulher é um marco na história contemporânea que, embora reafirme todas as metas alcançadas pelas mulheres até hoje, deve ser continuamente lembrado, numa luta constante pela igualdade de oportunidades entre homens e mulheres de todo o mundo.

 


Ultimamente, a figura feminina tem vindo a conseguir obter novas posições, transpondo obstáculos e rompendo velhos preconceitos. A mulher deixou de ser aquela figura mitológica, heroína de fábulas e contos em que as emoções efervesciam ao seu redor. Actualmente, todo esse encantamento feminino está desvanecido na lembrança de épocas anteriores. Hoje, ele vem aliado a uma posição real face às suas expectativas de vida. Não deixando de ser feminina, a mulher tem vindo a declarar o seu sentido de capacidade, sem necessariamente destruir os seus dotes naturais.
     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN